Literatura e Língua Portuguesa
Loading...

Pesquisar este blog

Quem disse que ler não é divertido?

Quem disse que ler não é divertido?
Por que a ideia de se criar um grupo para ler e discutir um livro tomando uma bebida e beliscando uns petiscos é uma ideia tão ameaçadora?

terça-feira, 29 de junho de 2010

Acessem:
http://www.biblio.com.br/


Na biblio, você tem acesso a obras em domínio público dos mais importantes autores de nossa língua para leitura imediata.


Não possui resumos ou resenhas, só textos completos e respeitando a linguagem da época.
Caso tenha alguma dúvida, utilize o dicionário, no canto esquerdo da tela.



A biblio só disponibiliza obras completas, em português e cujo autor tenha falecido há mais de 70 anos, conforme determina a Lei de Domínio Público

quinta-feira, 17 de junho de 2010

A Copa

Viva a copa!
Viva o time do meu país!
Viva nossa consciência que não se toca
Que nem sabe mais o que diz

Nos gramados de quem não poupa
Falta comida e falta roupa
Falta um lar para esse povo infeliz

Vamos ao jogo!
Secular miséria que não diminuiu
Dizima a população de Togo
Vamos ao Jogo!
“Pra frente Brasil!”
Que deixa bandidos e armas de fogo
Matarem por dia quase mil

Viva a copa do mundo!
Vamos todos comemorar!
A guerra, as drogas, a esse dinheiro imundo
A fome, aos doentes, miseráveis
Vamos todos nos anestesiar!

Começou a partida!
Quanta beleza!
Como tem gente na torcida!
Pagaram tão caro pelo lugar
Mas duvido pensar em ajudar
Nem que fosse com uma moeda ou um pouco de comida
Para diminuir um pouco essa pobreza...

...Da alma
Mas vamos ouvir o grito do treinador!
E africana uma criança não se acalma
Porque a fome já lhe causa dor
Essa é a copa minha gente!
Uns fazem gol
Outros enfrentam a enxada e o sol
E temos uma tela em nossa frente
Constrangedor

Olha!
É gol da seleção!
Vamos todos festejar!
A bala perdida, a criança abandonada, a prostituição
Vamos comemorar!
Ao professor mal pago, ao trabalhador explorado e ao eleitor
Que no jogo da eleição
Ainda não aprendeu a cabecear

Essa é a copa minha gente!
E que sem graça!
Todos só almejam a taça!
Quem vai ensinar solidariedade
Para esse time decadente
Esse que sempre faz passe errado da felicidade
Esse time descontente
Que se chama Humanidade?

Não que eu não goste de futebol, pelo contrário. Adoro.
Posso até estar sendo hipócrita nesse texto então...

Mas acho importante ter outro ponto de vista das coisas.
É isso, outro ponto de vista. Que aliás, não deixa em nada de ser realidade.

Lucas Adriano dos Santos

domingo, 13 de junho de 2010

Quer pesquisar

História da Literatura, Escolas Literárias, Principais poetas de todos os tempos,
principais obras literárias, livros de sucesso, contos, fábulas e best-sellers.

Pesquise em:
http://www.suapesquisa.com/literatura/ (Resumo)
http://www.bibvirtuais.ufrj.br/literatura/
http://www.tvcultura.com.br/aloescola/literatura/index.htm
http://www.brasilescola.com/literatura/
http://www.biblio.com.br/

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Definindo Literatura

Definindo Literatura

Literatura pode ser definida como a arte de criar e recriar textos, de compor ou estudar escritos artísticos; o exercício da eloquência e da poesia; o conjunto de produções literárias de um país ou de uma época; a carreira das letras.

A palavra Literatura vem do latim "litterae" que significa "letras", e possivelmente uma tradução do grego "grammatikee". Em latim, literatura significa uma instrução ou um conjunto de saberes ou habilidades de escrever e ler bem, e se relaciona com as artes da gramática, da retórica e da poética. Por extensão, se refere especificamente à arte ou ofício de escrever de forma artística. O termo Literatura também é usado como referência a um corpo ou um conjunto escolhido de textos como, por exemplo, a literatura médica, a literatura inglesa, literatura portuguesa, etc.

Mais produtivo do que tentar definir Literatura talvez seja encontrar um caminho para decidir o que torna um texto, em sentido lato, literário. A definição de literatura está comumente associada à ideia de estética, ou melhor, da ocorrência de algum procedimento estético. Um texto é literário, portanto, quando consegue produzir um efeito estético e quando provoca catarse, o efeito de definição aristótélica, no receptor. A própria natureza do caráter estético, contudo, reconduz à dificuldade de elaborar alguma definição verdadeiriamente estável para o texto literário. Para simplificar, pode-se exemplificar através de uma comparação por oposição. Vamos opor o texto científico ao texto artístico: o texto científico emprega as palavras sem preocupação com a beleza, o efeito emocional. No texto artístico,ao contrário, essa será a preocupação maior do artista. É óbvio que também o escritor busca instruir, e perpassar ao leitor uma determinada ideia; mas, diferentemente do texto científico, o texto literário une essa instrução à necessidade estética que toda obra de arte exige. O texto científico emprega as palavras no seu sentido dicionarizado, denotativamente, enquanto o texto artístico busca empregar as palavras com liberdade, preferindo o seu sentido conotativo, figurado. O texto literário é, portanto, aquele que pretende emocionar e que, para isso, emprega a língua com liberdade e beleza, utilizando-se, muitas vezes, do sentido metafórico das palavras.

Objetivo deste blog

O objetivo deste blog é compartilhar com meus alunos e colegas de trabalho assuntos ligados às disciplinas Língua Portuguesa, Literaturas (portuguesa e brasileira)e Produção Textual.

Aqui o aluno poderá encontrar:
dicas para os alunos
materiais extras
datas de provas
provas resolvidas
listas de exercícios, etc.